Arquivo

Posts Tagged ‘Google’

Apresentando o projeto Google+: O compartilhamento da vida real na perspectiva da web

A necessidade de se conectar com os outros é um dos instintos mais básicos dos seres humanos. Com um sorriso, uma risada ou com um aceno nos conectamos com os outros todos os dias.

Hoje, cada vez mais, as conexões entre as pessoas acontecem on-line. Apesar disso, as nuances e a essência das interações do mundo real são perdidos na rigidez das nossas ferramentas on-line.

Desta forma básica e humana, o compartilhamento on-line é inadequado. Ou até mesmo quebrado. E queremos consertá-lo.

Gostaríamos de trazer as nuances e a riqueza do compartilhamento da vida real para o software. Queremos incluir você, seus relacionamentos e seus interesses, e fazer o Google melhor. E assim começa o projeto Google+:


+Círculos: compartilhe o que é importante com quem mais importa

Nem todos os relacionamentos são criados igualmente. Compartilhamos uma coisa com um colega de trabalho, outra com nossos pais e quase nada com nosso chefe. O problema é que os serviços on-line de hoje transformam amizades em fast food: embrulhando todo mundo com a embalagem “amigos”. Assim, o compartilhamento torna-se prejudicado:

  • É descuidado. Queremos nos conectar com certas pessoas apenas em alguns momentos, mas o que acontece on-line é que sabemos tudo de todo mundo, o tempo todo.
  • É assustador. Cada conversa on-line (com mais de 100 “amigos”) é uma exposição pública e, por isso, compartilhamos menos com medo dos holofotes.
  • É impessoal. Os conceitos de “amigo” e “família” são diferentes para cada pessoa, da sua própria maneira, nos seus próprios termos. Porém, perdemos essa diferenciação quando estamos on-line.

Ao analisar essas limitações, nós nos perguntamos: “o que as pessoas fazem de verdade?” E não precisamos buscar muito para descobrir a resposta. As pessoas, de fato, compartilham seletivamente o tempo todo, com seus círculos.

Da família aos colegas da escola, descobrimos que as pessoas já usam os círculos da vida real para se expressarem e para compartilhar de forma precisa com as pessoas certas. Assim, fizemos o mais lógico: trouxemos os Círculos para o software. Simplesmente crie um círculo, adicione pessoas e compartilhe novidades, assim como um dia qualquer:

 Veja mais…
Leia mais…

Anúncios

A estreia invisível do Chrome OS

Não houve filas nas lojas, nem repercussão nas mídias sociais ou nos sites de notícias. O Chrome OS estreou discretamente na quarta-feira (15) da semana passada.

Para o Google, isso não é bom. É pior ainda para Samsung e Acer, que estão fabricando os primeiros modelos de notebooks, ou Chromebooks, e investiram um bom dinheiro nisso. O silêncio sobre os aparelhos torna-se mais grave por se tratar de um sistema desconhecido para a maioria dos usuários. Nesses casos, a propaganda feita pelos próprios consumidores conta muito (a Apple que o diga).

Por enquanto, apenas o Series 5, da Samsung, está disponível para compra. Os outros modelos, da Acer, devem sair em breve. Para piorar ainda mais as coisas, os desenvolvedores que foram ao Google I/O não receberam os computadores com Chrome OS na semana passada. Pelo Twitter, o Google informou que mandaria e-mails nesta semana para informar sobre a entrega dos Chromebooks.

Atrasos e falta de repercussão indicam que o projeto enfrenta dificuldades. Por enquanto, apenas os fãs do Google têm apoiado a iniciativa. Com preços muito altos para máquinas simples demais, os Chromebooks parecem não ter atraído a atenção dos usuários mais leigos (um dos seus principais focos). A falta de conectividade offline para aplicativos importantes, como o Google Docs (que só deve recebê-la nos próximos meses), também é um empecilho para pessoas ou empresas.

Por enquanto, apenas a prefeitura da cidade de Orlando, nos Estados Unidos, dispôs-se a comprar um grande lote de aparelhos. Empresas e universidades, que também estão entre os públicos-alvo do Google, mantêm-se em silêncio.

Fonte : Info.Abril

Categorias:Google Tags:, ,